Toalha na Cama


Alex Scott

Viver um relacionamento na maioria das vezes é sinônimo de ter que abrir mão da sua privacidade, intimidade e paciência, é até aceitável que haja isso, afinal moramos em sociedade. Certa noite um casal já estava se preparando para dormir. O homem estava na sala lendo um livro quando sua mulher aparece bufando na sala.

– Quantas vezes tenho que repetir que não é para deixar a toalha molhada em cima da cama? – Disse gritando e gesticulando.

– Tenho uma explicação completamente plausível para isso. – O homem fecha o livro e coloca na mesinha ao lado, respira fundo algumas vezes.

– Qual a desculpa dessa vez? – Disse a mulher de braços cruzados batendo o pé no chão.

– O jogo já tinha começado e você sabe que eu sou flamenguista roxo. O Flamengo detonou com o Vasco.

– Das desculpas esdrúxulas essa foi a campeã. Mamãe tinha razão. Você nunca prestou. Você sempre foi avoado, você não presta atenção em nada.

– Claro que presto meu amor. – O homem fica em pé e tenta fazer um carinho na esposa, mas ela dá um passo para trás.

– A é? Que dia é nosso aniversário de casamento?

– Ah essa é fácil. Dia 16 de agosto.

– Não presta atenção em nada. 14 de abril seu jumento. – A esposa eleva o tom de voz.

– Ei.. Não precisa ofender. Errei por pouco. Também não é assim.

– Ah claro errou por quatro meses. Falando nisso estamos em outubro e você sequer se lembrou. Sabe o que a Lurdinha disse? Ela disse que nosso casamento está indo por água abaixo.

– Você foi buscar conselhos com aquela maluca que acredita em horóscopo? Poxa amor você está exagerando, eu ando preocupado com o trabalho e com essa crise que está acabando com o país. Dá um tempo.

– Tempo? Ah o rei quer ter tempo? Ok majestade você tem todo o tempo do mundo – a mulher disse em tom de deboche –  Mamãe sempre me alertou sobre você.

– Citar sogra não vale, sogra já nasce destinada a ser um terror na vida do genro. Todo mundo sabe que sogra é o demônio encarnado.

– Ta chamando minha mãe de demônio? Demônio é a sua vó. – Ela fica mais furiosa.

– Não é isso. Desculpa. Eu errei, sei que não devia ter colocado a toalha molhada em cima da cama. Me desculpa? – Diz o homem com preguiça de discutir.

– Não venha se fazer de santinho agora. Faz besteira e apenas um pedido de desculpas resolve? Quero ação, ah mas se eu te pegar colocando toalha molhada na cama outra vez. Vou fazer picadinho de você.

– Meu amor, mas eu já pedi desculpas, eu juro que não vou fazer mais isso.

– Não aprende mesmo. Você pensa que sou besta? Tenho cara de otária?

– Não meu amor – Diz o marido colocando a mão no rosto da esposa e esfregando a bochecha com os dedos. – Eu nunca pensaria isso de você. Me perdoa? vamos esquecer isso e ir dormir, já está tarde.

– Como eu posso esquecer? A cama agora está molhada e justamente na parte onde eu deito, se eu pegar um resfriado eu te mato.

– Ok vamos fazer assim. Vamos trocar de lado, eu durmo no lado molhado e você dorme no lado seco. Pode ser?

– Pode sim. Mas já aviso. Na próxima vez eu não te perdoo mais.

O casal deita na cama e o homem apaga a luz.

Olá, tudo bem? gostou do conto? por favor vote, compartilhe e comente me ajudará muito.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s